Petróleo faz sessão de ajustes e cai 6% de olho na produção da Arábia Saudita

Os contratos futuros de petróleo fizeram sessão de ajustes nesta terça-feira (17), encerrando em queda de 6%, após a notícia de que a Arábia Saudita conseguirá restaurar os níveis de oferta antes do previsto.

Operando em território negativo desde a abertura, as cotações já devolviam parte dos ganhos observados na véspera em função da quantidade de especuladores atraídos pela alta da commodity.

Contudo, o movimento descendente se acentuou depois que a petroleira estatal, Saudi Aramco, confirmou o restabelecimento total de sua capacidade produtiva ainda em setembro.

Segundo o Ministro de Energia, Abdulaziz bin Salman, o incidente não afetará a oferta total do país, de modo que até o final do mês, a produção voltará a entregar 11 milhões de barris por dia aos clientes.

Como resultado, o de petróleo WTI/outubro cedeu 6,48%, fechando na cotação de US$59,34 o barril e o petróleo Brent/novembro recuou 6,48%, sendo negociado a US$64,55 o barril.