Petróleo recua moderadamente refletindo aumento nos estoques dos EUA

Os contratos futuros de petróleo encerraram em queda nesta quinta-feira (14), com ambas as referências, americana e inglesa, recuando devido ao aumento nos estoques da commodity.

O petróleo vendido em Nova Iorque no West Texas Intermediate (WTI), com entrega para dezembro, teve queda de 0,61%, sendo negociado a US$56,77 o barril.

Já o petróleo Brent para janeiro, comercializado na ICE de Londres, caiu 0,14%, fechando na cotação de US$62,28 o barril.

Segundo o Departamento de Energia (DoE) americano, os estoques de óleo bruto saltaram 2,2 milhões de barris na semana passada, superando as previsões do mercado.

A produção de petróleo nos EUA avançou 200 mil barris por dia, alcançando a marca diária de 12,8 milhões, estabelecendo um novo recorde.

Além disso, as incertezas sobre os rumos do acordo comercial com a China e a falta de clareza da nova política tarifária de Washington, limitaram o desempenho das cotações.

Não menos importante, o mercado também repercutiu a divulgação do relatório mensal da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

O cartel revisou as projeções de crescimento da produção de seus aliados para 2020 e reforçou a diretriz de dar continuidade ao ciclo de cortes nos próximos anos.