Maioria dos brasileiros é contra ponto fundamental do pacote anticrimes de Moro, diz Datafolha

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta feira (11), aponta que grande parte dos brasileiros não é favorável ao ponto central do projeto anticrimes do ministro Sérgio Moro, a diminuição ou até mesmo não aplicação de pena caso haja morte em legítima defesa em ocasião de “escusável medo, surpresa ou violenta emoção”.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

Os dados mostram que 64% dos brasileiros defendem que continue sendo feita a manutenção da proibição de posse de armas. Outros 72% discordam que a sociedade irá ficar mais segura com pessoas armadas para se proteger e 79% concordam que policiais devem ser investigados se matarem em serviço. Além disso, 82% das pessoas acreditam que alguém deve ser punido se atirar em outras pessoas por estar muito nervoso.

Sérgio Moro critica que “nenhuma das perguntas feitas na pesquisa diz respeito a medidas constantes no projeto de lei anticrime. Por exemplo, nada há no projeto que defenda licença para policiais atirarem em inocentes ou mesmo em suspeitos ou que episódios assim não devam ser investigados. Em nenhum lugar defende-se que pessoas simplesmente por estarem nervosas possam atiras em alguém ou permanecer impunes.’’

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

Ele ainda deu sua opinião de como a pesquisa pode ser melhorada. “Uma sugestão: perguntar sobre a opinião das pessoas acerca da execução imediata da condenação criminal após julgamento por Corte de Apelação”. Para ele, “acusados poderosos manipulam o sistema de recursos para evitar punição mesmo quando culpados”.