Pesquisa Focus reduz pela quarta semana seguida projeção para inflação anual

Em levantamento divulgado nesta segunda feira (11), a pesquisa Focus, encomendada pelo Banco Central, reduziu pela quarta semana seguida os índices de expectativa de crescimento da inflação brasileira para 2019. Os novos números estão ainda mais abaixo do centro da meta, o que mantém o cenário de estabilidade da taxa básica de juros.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

O centro da meta estimado para este ano é de 4,25%, e para 2020 de 4%, ambos com margem de erro de 1,5% para mais ou para menos. A distância do centro IPCA (Índice de Preços ao Consumidor) estabelecido fica evidente na queda de 3,94%, da semana anterior, a 3,87%.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

Em relação ao PIB (Produto Interno Bruto), as perspectivas se mantiveram inalteradas, com crescimento de 2,5% tanto para este ano quanto para o próximo. O dólar seguiu na mesma linha e continua fixado em R$3,70 no fim de 2019 e R$3,75 em 2020.

Baixe o e-book: Desvendando o swing trade: tudo o que você precisa saber!

A meta é estabelecida pelo Banco Central, e para alcança-la é modificada a taxa básica de juros da economia (Selic). No entanto, apesar da baixa da inflação, a Selic deve permanecer inalterada no atual piso histórico de 6,5% no fim de 2019, subindo a 8% no fim do próximo ano.

O boletim Focus é resultado de levantamento feito na última semana com mais de 100 instituições financeiras.

Relatório gratuito – Banco do Brasil: O gigante acordou