Trump pretende trocar presidência do Fed

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem pressionado a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para que mantenha o fluxo do commoditie como está, sem qualquer restrição e, nesta quinta-feira (5), voltou a se manifestar em sua rede social: “O mundo não quer e não precisa de preços mais altos”.

Trump está se esforçando para facilitar a sua reeleição para um próximo mandato e, de acordo com a avaliação e previsão de John Hardy, estrategista de câmbio do Saxo Bank, a probabilidade é que haja mudanças na presidência do Fed, em 2019.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

As inconstâncias percebidas nas bolsas dos Estados Unidos e rumores de que uma recessão pode estar se aproximando, podem ser grandes motivadores que vão provocar o desligamento de Jerome Powell da presidência do Fed (banco-central norte-americano). Suas medidas em 2018 que incluíram elevações subsequentes dos juros, quedas expressivas nas bolsas americanas deixaram em dúvida o futuro do programa monetário da autoridade norte-americana.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

Hardy avalia que as medidas adotadas por Powell não provocaram uma reação positiva na economia, nem no mercado dos Estados Unidos e que provavelmente será substituído por Neel Kashkari, atual presidente do Fed de Minnesota. Para o especialista, essa é a solução para que Trump apresente resultados significativos que fomentem uma nova candidatura à presidência dos Estados Unidos ao anunciar “uma linha de crédito de US$ 5 bilhões para comprar bonds perpétuos de cupom zero do Tesouro, que ajudaria a financiar os novos projetos de infraestrutura de Trump”.