Por que vale a pena fazer a renegociação de dívidas? Confira!

Como você cuida do seu dinheiro? Essa é uma pergunta bastante simples de ser respondida para algumas pessoas. Mas, infelizmente, grande parte da população brasileira tem pouca ou nenhuma organização financeira e, por conta disso, acabam afundando em dívidas. Essa realidade atual é reflexo da crise econômica que o país vem enfrentando.

Em meio a um cenário tão incerto e desafiador, você provavelmente está se perguntando: como manter a vida financeira em ordem? Se você quer saber a resposta dessa pergunta, acompanhe o artigo e confira quais são os benefícios de fazer a renegociação de dívidas e como isso pode ajudar no seu controle financeiro. Acompanhe!

Por que os brasileiros estão tão endividados?

Atualmente, mais de 63 milhões de pessoas se encontram endividadas no Brasil. Esse número elevado se deve a fatores decorrentes da crise econômica, como a alta taxa de desemprego. No entanto, a má (ou inexistente) educação financeira ainda é a principal causa do endividamento no país.

Basta analisar os dados da pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), divulgada em agosto de 2018, para entender o motivo. Segundo o SPC, os itens que mais levaram à inadimplência dos brasileiros foram aqueles considerados de segunda necessidade, como roupas, calçados, acessórios e eletrônicos. Embora, as compras de supermercado também estejam na lista.

Portanto, as compras feitas no impulso ainda têm sido as vilãs da saúde financeira dos brasileiros. Afinal, quando se dá um “passo maior do que a perna”, o que acontece bastante no caso de compras parceladas, a coisa acaba fugindo do controle.

Por que vale a pena renegociar suas dívidas?

Independentemente dos motivos, se você está endividado, o mais correto é arcar com os compromissos. Por mais que o momento do país não seja favorável, fazer a renegociação de dívidas pode ser muito vantajoso.

A seguir, listamos algumas razões pelas quais vale a pena renegociar seus débitos. Confira!

Pagar menos juros

Ainda que a taxa básica de juros da economia brasileira (Selic) esteja no seu menor patamar histórico, os juros praticados pelas instituições bancárias são meteóricos.

Isso acontece porque no Brasil praticamente não existe competição entre os bancos. Se não há concorrência, simplesmente não existem razões para as instituições praticarem taxas mais baixas. Independentemente do quão alta elas sejam, as pessoas vão continuar pagando, pois não existem outras alternativas.

É por isso que, ainda que a Selic esteja em 6,5% ao ano, você continua pagando, aproximadamente, 300% de juros no mesmo período de cheque especial. Então, se você já está em débito e não quer pagar esses juros altíssimos, o melhor caminho é fazer a renegociação de dívidas.

Ao mostrar interesse em fazer um acordo, o seu credor, muito provavelmente, vai reduzir o valor total da dívida e cortar grande parte dos juros que incidiram sobre a quantia em aberto.

Fazer a dívida parar de crescer

Ao mesmo tempo em que os juros compostos podem ser um grande aliado nos investimentos financeiros, ele pode ser o vilão mais temido das suas dívidas.

Os juros compostos funcionam no efeito “bola de neve”. Quanto mais tempo passar, maior sua dívida vai ficar. Inicialmente, os juros incidem apenas sobre o valor inicial. No segundo mês, os juros incidirão no valor principal somado aos juros do mês passado, e por aí vai.

Com o passar do tempo, o débito vai aumentando exponencialmente e se tornará cada vez mais difícil de pagar. Por isso, o ideal é sempre buscar pela renegociação de dívidas.

Controlar melhor suas finanças

Ter uma vida financeira controlada, consiste basicamente em considerar os acontecimentos financeiros passados e os que ainda estão por vir. Se você já contraiu alguma dívida, terá de entender o que levou a fazer isso anteriormente e, mais do que isso, encontrar maneiras de sair dessa situação.

Portanto, ao fazer a renegociação de dívidas, você vai encontrar uma maneira de “corrigir os erros” do passado e começar a traçar uma nova rota para o seu futuro.

Limpar seu nome

Um dos maiores constrangimentos de estar endividado é ter o nome sujo. Com seus dados pessoais na lista negra dos estabelecimentos, você não terá acesso a nenhum tipo de serviço financeiro.

Não conseguirá fazer cartão de crédito, abrir financiamentos, fazer compras parceladas e pode ter dificuldades até para encontrar emprego.

A maioria das empresas que concedem crédito, ao fazerem a renegociação de dívidas para os clientes, retiram a restrição do nome em até 7 dias após o pagamento da primeira parcela do acordo.

Por isso, o melhor caminho para limpar seu nome e viver uma vida tranquila é buscar maneiras de quitar seus débitos.

Conseguir as melhores condições de pagamento

Se você está endividado atualmente, o mais provável é que seus débitos tenham atingido um valor que você não consegue pagar. Sendo esse o caso, a única maneira de conseguir arcar com esse compromisso é fazendo a renegociação de dívidas.

Ao demonstrar interesse em quitar seus débitos, seus credores vão buscar as melhores alternativas e condições de pagamento, para facilitar ao máximo para você conseguir pagar o que deve.

O que acontece se você não renegociar seus débitos?

Sem sombra de dúvidas, as dívidas são uma pedra no sapato de qualquer pessoa. Além de comprometer as finanças durante muito tempo e deixar seu nome sujo, elas se tornam cada vez maiores com o passar dos anos.

Como se isso não bastasse, algumas dívidas podem ser executadas judicialmente, e esse é o pior cenário possível. A cobrança jurídica de um débito pode causar bloqueios de contas correntes e bens, além de gerar mais custos para o devedor, como os custos com o advogado de defesa, honorários e taxas judiciais.

Então, se você está com alguma pendência financeira, o melhor caminho é sempre optar pela renegociação de dívidas. Além de evitar os transtornos de ter um processo judicial, é por meio de acordos que você vai conseguir as melhores condições para pagamento.

Portanto, não deixe que o seu futuro seja comprometido por conta da má gestão financeira. Quitar suas dívidas é o melhor caminho para ter uma vida tranquila e sem estresses relacionados ao dinheiro.

O que você achou do nosso artigo sobre renegociação de dívidas? Gostou? Então, não perca tempo e assine agora a nossa newsletter! Dessa forma você recebe o conteúdo do blog exclusivamente no seu e-mail!