Como usar os Indicadores do Tape Reading?

Se você tem familiaridade com o mercado de ações, já deve ter ouvido falar do Tape Reading. Essa é uma das técnicas que os analistas utilizam para projetar a tendência de preço dos ativos.

Ela se baseia na análise do fluxo de ordens e das estratégias de outros operadores para traçar estimativas dos melhores pontos de entrada e saída das operações. No entanto, é claro que, na prática é preciso ir mais a fundo.

Por isso, hoje vamos mostrar os principais indicadores do Tape Reading, como eles funcionam e para que tipo de investidor essa metodologia é indicada. Acompanhe!

O que é Tape Reading?

Em uma tradução mais livre, “Tape Reading” significa “leitura de fluxo”. É uma das técnicas que os analistas e traders usam para tentar identificar tendências para os preços dos ativos, assim como a análise gráfica e a análise fundamentalista.

O princípio dessa metodologia é bem simples: observar as ordens que estão no livro — ou book, como se diz no jargão do mercado — quem são os grandes compradores e os grandes vendedores e o que eles estão fazendo, já que eles serão os responsáveis pela formação do preço.

A ideia, portanto, é identificar o comportamento dos participantes do mercado. De uma forma bem simples, quem faz o Tape Reading vai tentar acompanhar o movimento dos grandes players do mercado, ou seja, comprar quando eles compram e vender quando eles vendem.

Vale lembrar que os grandes investidores não são pessoa física, como nós, mas fundos de pensão, hedge funds, bancos e investidores estrangeiros, entre outros. São eles que determinam os rumos do mercado.

Parte-se da premissa de que existe uma grande assimetria de informações no mercado, ou seja, que os grandes players têm mais ferramentas, mais especialistas, mais informações e, por isso, conseguem projetar com mais precisão as tendências de preço. Assim, são mais rápidos na execução das ordens, o que afeta o preço do ativo.

Por isso, quem usa o Tape Reading vai tentar identificar o fluxo de entrada e saída, o acúmulo de preços e o ranking com o preço médio dos maiores comprados e vendidos.

Quais são indicadores do Tape Reading?

Vamos ver agora alguns dos principais pontos que se deve observar no Tape Reading.

Agressão

Isso só pode acontecer ao observar o book de ofertas completo, com todas elas agrupadas. Vale lembrar que as ordens que ficam visíveis no book são as limitadas, aquelas que estão aguardando execução.

Já as ordens a mercado consomem liquidez, ou seja, elas geram negócio e tiram as ordens limitadas do book. É esse ato, de consumir a liquidez das ordens limitadas, que chamamos de “agressão”.

Assim, praticamente todos os negócios têm um agressor, que pode ser comprador ou vendedor, dependendo de quem partiu a iniciativa do negócio. Se o movimento inicial partiu do comprador, diz que ele “tomou” do vendedor. Se foi do vendedor, diz-se que ele “bateu” determinados lotes no comprador.

Para identificar a agressão, sua tela precisa exibir o book de oferta agrupado, ou seja, com todas as ordens agrupadas por nível de preço, e o histórico de negócios, também conhecido como Times & Trades.

Quando há consumo de liquidez das ordens limitadas na compra, sabemos que o agressor foi um vendedor. Já quando o consumo de liquidez é das ordens limitadas da venda, o agressor foi um comprador.

Outra ferramenta importante aqui é o volume profile, que apresenta o volume negociado em cada preço. Por ele é possível delimitar regiões de acumulação, absorção e exaustão. Vamos entender melhor esses conceitos a seguir.

Acumulação e distribuição

Os ciclos de acumulação e distribuição são movimentos laterais de preços que antecedem, no caso da acumulação, uma tendência de alta e, no caso da distribuição, uma tendência de baixa.

A dificuldade está justamente em diferenciar uma da outra. As principais ferramentas para isso são o volume profile, o book de ofertas e o Times & Trades.

O primeiro vai mostrar o volume negociado por nível de preço e as barras indicando as concentrações dos lotes, divididas por agressões na compra e agressões na venda. Assim, você conseguirá saber se o maior volume de agressões vem do vendedor ou do comprador.

Absorção

A absorção ocorre quando vários investidores fazem as suas ofertas (de compra ou de venda) para um determinado ativo, mas, mesmo com essas agressões, o preço do ativo para de variar. Isso pode acontecer tanto na alta quanto na baixa de um ativo.

Identificar a zona de absorção ajuda a entender como cada ativo reage às ofertas. Imagine que uma série de compradores fez suas ofertas por um determinado ativo. Em um certo ponto, os preços desse ativo param de variar, mesmo com o crescimento das agressões.

Isso pode ser detectado quando se observa uma grande quantidade de agressões sem variação proporcional de preço. Assim, os players passivos, que estão apresentando sua liquidez no book, conseguem frear a força das agressões.

Identificar a zona de absorção mostra os pontos abaixo de em qual deles há rejeição para compra ou para venda. Nesse caso, o recomendado é entrar a favor da absorção. Ou seja, se os agressores eram vendedores e houve rejeição a isso, a recomendação é de compra e vice-versa.

Exaustão

A exaustão é, de certa forma, o oposto da absorção. Ela ocorre quando, após um movimento forte de agressão a um ativo, essa tendência perde força, o que leva a uma estabilização dos preços.

Esse movimento também gera oportunidades para o trader. Se as atividades de compra pararam, por exemplo, isso pode se refletir no preço do ativo e o melhor a fazer é sair da posição.

Para quem o Tape Reading é indicado?

O Tape Reading não é uma técnica nova. Ele já era usado na época em que o pregão da bolsa de valores ocorria apenas viva-voz e surgiu de uma máquina chamada Ticker Tape Machine, da qual herdou a nomenclatura.

Ele evoluiu ao longo dos anos, junto das mudanças na tecnologia, mas a principal maneira de ter sucesso com o Tape Reading ainda é a prática. Por isso, essa não é uma metodologia indicada para o investidor iniciante ou para quem olha o mercado apenas eventualmente.

Além disso, o Tape Reading, assim como a análise técnica, é mais indicado para indicar tendências de curto prazo. Portanto, se você pretende montar uma carteira de longo prazo, essa também não é a ferramenta mais indicada.

Dessa forma, o Tape Reading é especialmente recomendado para investidores mais experientes, em busca de oportunidades de curto prazo. Ele requer dedicação, prática e uma plataforma de negociação robusta, rápida e estável, porque aqui, timing é fundamental.

Agora que você já conhece os principais indicadores do Tape Reading, lembre-se sempre de que é preciso ter uma estratégia de operação que seja adequada ao seu perfil de investidor e manter a disciplina de segui-la. Assim você evita surpresas desagradáveis e consegue usar o mercado a seu favor.

Fast Trade

Com o uso do Fast Trade, é possível montar estudos, analisar gráficos e aprofundar-se com eficiência no cotidiano da Bolsa de Valores e em suas modificações constantes – tendo assim diversos benefícios, como:

  • Simulador de Investimentos
  • Estudos Gráficos
  • Ferramentas de Análises
  • Feed de dados mais utilizado no Brasil
  • Acompanhamento em tempo real
  • Tape Reading
  • Cotações Internacionais (CFDs) e mais

Além disso, simule suas operações e teste suas estratégias todos os dias com R$100.000,00. Estamos habilitados em 13 corretoras no país, comece agora! Baixe gratuitamente!

Agora, aproveite para nos seguir nas redes sociais e ficar sempre por dentro das últimas novidades do mercado. Estamos no FacebookInstagram e YouTube!

Leave a Reply

Your email address will not be published.