Day Trade, Swing Trade e Position: conheça as diferenças, vantagens e cuidados

Day trade, swing trade e position: as três principais formas de operação no mercado financeiro! Cada uma tem suas próprias características, formas de rendimento e atuação.

Assim, é possível obter resultados distintos, de acordo com a proposta do trader. Conhecer melhor esses modelos é fundamental para saber em qual você se encaixa — ou até mesmo se é possível atuar das três formas.

Este post vai trazer uma visão acerca dessas operações. Conheça seus benefícios, seus aspectos principais e em que você deve se atentar antes de começar em cada uma delas. Confira!

Como day trade, swing trade e position funcionam?

Primeiramente, conforme vimos, esses são três diferentes modelos de operação que um trader pode executar. Eles têm diferenças marcantes, voltados a estratégias distintas de rendimento. Conheça a seguir como cada um funciona.

Day trade

day trade é a operação mais rápida de todas. Toda posição é consolidada em apenas 1 dia, desde a abertura até o fechamento do pregão. Essa característica demanda total atenção do trader, que precisa estar focado nos movimentos do mercado.

As análises devem ser feitas continuamente, observando como os ativos se comportam ao longo do dia. Para isso, o gráfico de minutos é o mais utilizado. Qualquer movimento interfere nos preços e, como a variação em um dia é menor, para ter lucro é preciso estar atento aos detalhes.

O day trader faz várias pequenas negociações ao longo do dia, ganhando mais no volume do que com apenas um ou outro ativo. Essa modalidade exige bastante experiência e uma gestão de riscos eficiente.

Swing trade

No swing trade, o operador busca uma posição vantajosa em relação a um ativo, fazendo isso em um período de tempo curto, porém, ainda maior do que o do day trade. Ele trabalha nessa ação de 3 a 6 dias, com a proposta de, ao final desse processo, fechar um bom negócio.

Ao adquirir o ativo, o trader dessa modalidade já fez um estudo prévio e tem determinada perspectiva. A expectativa é que, ao longo desses dias, a ação se comporte de certa maneira.

Em um exemplo, vamos supor que o estudo é de que determinado ativo iria de R$ 5,00 a R$ 15,00 em 6 dias. Ao entrar nessa posição, o trader entende que precisa mantê-la durante esse tempo, para então fechar o período com a valorização desejada. Ao alcançar o valor, ele sai da posição e consegue o lucro esperado.

Position

O position trade vai na contramão dos exemplos anteriores. A proposta é contar com um rendimento a longo prazo, conduzindo ativos que têm baixa variação cotidiana. O trader adquire uma ação de uma empresa e, basicamente, conta com a sua valorização ao longo de meses e anos.

Essa operação é muito comum para investidores que desejam construir um patrimônio. A modalidade é usada pelos fundos de investimento e pelas previdências privadas. Aqui, a especulação não é um fator decisivo, mas sim a estabilidade das empresas.

Uma companhia sólida e com bom desenvolvimento dá origem a boas ações. Fatores externos e mais amplos, como o cenário macroeconômico, são de extrema importância.

Quais os benefícios desses tipos de trading?

Cada uma dessas modalidades de trading tem suas vantagens principais. Elas abrem possibilidades para todo tipo de trader, já que se configuram de maneira muito distinta. Rotinas, planejamentos financeiros e estratégias de operações diferentes devem ser avaliados.

O swing trade é uma boa possibilidade de conseguir rendimentos significativos em menor tempo. Já o day trade oferece lucros menores, mas uma ótima liquidez, já que as operações acontecem sempre ao longo de um dia.

Já o position é fundamental para quem está pensando no futuro. Aplicar em ativos a longo prazo é a melhor forma de construir um patrimônio para a aposentadoria, além de ser voltado a quem tem pouco tempo para operar integralmente.

Por que o day trade requer atenção extra?

O day trade é um tipo de operação que requer mais atenção. As variações são muito maiores em um curto espaço de tempo, o que demanda foco total no mercado.

Essa é uma modalidade voltada aos traders profissionais, que se dedicam exclusivamente aos ativos. Suas características também aumentam bastante as chances de perda, que devem ser encaradas como parte da atuação.

O day trader precisa ter uma estratégia bem definida, estar sempre atento ao noticiário e ter boa experiência com análises de gráficos. As operações são curtas e, ao mesmo tempo que oferecem ganhos rápidos, podem trazer perdas frequentes.

Como escolher a opção de investimento mais vantajosa?

Não há uma classificação sobre quais tipos de operação são os melhores. Todas têm suas vantagens e particularidades, então é preciso avaliar diante de suas subjetividades. A seguir, veja alguns fatores para serem observados e que ajudarão você a escolher a opção mais vantajosa de acordo com a sua realidade.

Avalie seu capital disponível

Quanto você tem disponível para investir? Isso diz muito do que seria a melhor opção para sua atuação no mercado. Geralmente, quem tem uma situação financeira mais estável já pensa no futuro, por isso investe mais, pensando em patrimônio a longo prazo.

Já para quem não tem tanto dinheiro reservado, mas possui o suficiente para aplicar, a proposta gira em torno de conseguir bons rendimentos agora. Nesse caso, as aplicações de day e swing trade são as melhores.

Considere seu equilíbrio emocional

As variações do mercado acontecem de maneira muito dinâmica, o que influencia a operação. Se você tem pouco equilíbrio, é melhor não se arriscar nas operações de curto prazo, especialmente no day trade.

Ele requer um controle emocional grande, já que é preciso lidar com as altas e baixas frequentes de um dia de pregão. O nervosismo, o medo e a falta de convicção seriam decisivos para acarretar perdas.

Leve em consideração a sua agenda

Quanto tempo disponível você tem para operar? Quem tem um trabalho bastante flexível pode se dedicar, por exemplo, ao swing trade. Ele requer uma atuação diária, mas não tão frequente e dinâmica quanto o day trade.

Já quem não tem nenhum tempo a dedicar precisa se focar nas operações a longo prazo. Quanto mais seguras, melhor. Elas garantem ganhos estáveis e com pouco risco, ainda que você construa um patrimônio mais lentamente.

O day trade é voltado para quem tem bastante tempo no dia. É preciso se dedicar 100% ao mercado, observando as variações no gráfico e se mantendo pronto para agir na hora certa.

Entenda se quer rendimentos a curto ou longo prazo

Se você precisa de rendimentos rápidos, que não levem meses para serem alcançados, você já pode imaginar que seu lugar é no day e no swing trade. A liquidez dessas aplicações é ótima, ainda que exijam mais dedicação e tragam mais riscos.

Agora, se você não tem pressa e está em uma situação financeira confortável, preze pelo position trade. Mantenha sua posição segura, apenas observando o desempenho das empresas. Pode demorar um pouco, mas lá na frente você terá um patrimônio sólido.

Há possibilidades para todos, então basta avaliar suas particularidades, planejar-se e começar a investir. Day trade, swing trade e position são as oportunidades para qualquer um obter rendimentos satisfatórios. Agora que tal saber mais sobre a atividade de trader profissional?